Vocês lembram como era o mundo antes das redes sociais se consolidarem e se tornarem esses gigantes que são agora? Quem aí se recorda daqueles vindouros dias de Bate-Papo Uol, fóruns de debate, MSN, Festanet ou até mesmo o tão nostálgico Orkut? Muita coisa aconteceu nestes últimos dez anos, algumas redes sociais surgiram, outras já não estão entre nós; umas revolucionaram a forma de nos comunicar com o mundo, enquanto houve aquelas que surgiram e sumiram como poeira ao vento.

As redes sociais se tornaram mais do que manter contato com os amigos, familiares e colegas. Com o passar do tempo, elas foram evoluindo, saindo do mundo da internet domiciliar e partindo para o mundo do mobile. Chegamos a um ponto que podemos ver o nosso feed de notícias em qualquer lugar que estivermos. As redes sócias se tornaram algo tão fértil, que precisou-se criar uma forma de vender produtos nela, aí que entra o Marketing Digital. Pensando nessas evoluções da forma de lidar com esse tipo de comunicação, o site Redwrite produziu um ranking com as cincos redes sociais que formaram a tendência no mundo da comunicação virtual em 2014. Nesta postagem falaremos um pouco de cada uma.

Yo! Uma palavra pode significar muita coisa, dependendo do seu contexto. Pensando nisso, foi criada o “Yo”, uma ferramenta onde você manda uma mensagem para seus amigos, mais especificamente um… “Yo”. Sim, somente isso. É mais uma forma de dizer “Ei, eu estou aqui. Não esqueça de mim” ou qualquer coisa que quiser, dependendo do contexto e da pessoa. Apesar de limitado, essa simples palavra abre a diversas possibilidades de significados. “Bom dia!”, “Já cheguei em casa”, “Amor, olhe o seu celular” ou qualquer coisa que quiser.

“Qualquer ser pensante hoje em dia está no WhastApp”. Essa afirmação pode parecer exagerada, mas não deixa de ser certeira para explicar a influência dessa rede social em nossas vidas. A sua popularidade só prova uma coisa: apesar de todas as evoluções nessa área, ainda queremos nos comunicar atrás de mensagens. Os motivos dessa preferência são diversos, talvez a simplicidade e instantaneidade, afinal não temos mais tempo a perder, o mundo está cada vez mais imediato. Talvez também porque o WhatsApp nos possibilita uma maior diversidade de formas de nos comunicar, seja por áudio, fotos, vídeos ou emoji. Esse também é o motivo do crescimento de similares como o Viber, o LINE, o WeChat, o Snapchat, entre outros.

2014 não foi um ano exatamente bom para o Facebook. E isso pode ter mostrado que acabará sendo deixado para trás, se não iniciar medidas de mudar. Atualmente, adota um design feio, complicado e repleto de anúncios. Foi a abertura para um movimento “Anti-Facebook” e o surgimento do Ello, que promete ser tudo aquilo que a rede social do nosso amigo Mark Zuckerberg não está conseguindo ser: bonita, simples e livre de anúncios. Ele adota uma configuração nostálgica parecida com a do Orkut e só pode ser acessada através do recebimento de convite.