Dando continuidade ao texto anterior, falaremos mais sobre as novidades que o Facebook anunciou para este ano. No passado falamos sobre as mudanças que envolvem a reformulação dos botões de curtir/compartilhar/enviar e a funcionalidade de embutir vídeos. Vamos lá para mais?

Uma das mais importantes mudanças é o compromisso para resolver de resolver os 90% dos bugs relatados em 30 dias. Eles estão completamente envolvidos em consertar quaisquer problemas que possam surgir em itens cruciais da plataforma como login e plugin social.

Ampliação do Facebook Analytics. Já lançado há algum tempo, a ideia é oferecer mais dados e informações para que as empresas possam entender os seus clientes e compreender o que está dando certo e o que não.

A internet das coisas. O Facebook anunciou que investirá na Internet das Coisas. Para quem não sabe é uma integração de dispositivos que se complementam e oferecem facilidades aos seus donos, todos conectados na internet. Ainda é algo que está em fase de estudos e não se tem certeza de até onde irá essa interligação de dispositivos.

Com essas novidades anunciadas e todas a adesões que tem feito ao longo desses últimos anos, como a compra do WhatsApp e do Instagram, deduze-se que o Facebook é uma empresa que pensa no futuro ao longo prazo. Ela observa as tendências e as acompanha a seu modo. E a tendência é que isso cada vez mais cresça. Provavelmente, em um futuro, a ideia de “estar conectado” estará associado ao Facebook. Pelo menos, é o que eles planejam.